DESCUBRA COMO O SEU INTESTINO É A “CASA” DAS PEQUENAS GRANDES COISAS

Dentro de cada um de nós existe um ecossistema que sustenta o nosso bem-estar: A nossa microbiota. A maioria de nós não se apercebe da ligação entre a nossa microbiota e o nosso bem-estar. No entanto, através de simples escolhas de estilos de vida podemos aproveitar o potencial da nossa microbiota e contribuir para o nosso bem-estar geral.

A microbiota humana é uma comunidade de triliões de microrganismos que vivem em vários habitats em redor e dentro do corpo. A maior comunidade encontra-se nos intestinos. Hospedando cerca de 1.000 espécies de bactérias diferentes, a diversidade da nossa microbiota intestinal é importante para manter o nosso equilíbrio interno.

Cerca de um terço das bactérias que compõem a microbiota intestinal é comum a todas as pessoas, enquanto dois terços pertencem exclusivamente a cada indivíduo.

Os seres humanos começam a desenvolver a microbiota imediatamente após o nascimento adquirindo, no canal de parto, microrganismos da mãe, e depois através do leite materno e dos alimentos ingeridos ao longo dos anos seguintes. Aos três ou quatro anos de idade a nossa microbiota está totalmente desenvolvida, mas continua a evoluir e a mudar ao longo das nossas vidas. É influenciada pelos alimentos que ingerimos e pelo local onde vivemos e desenvolve-se numa relação simbiótica fascinante.

 

Não é surpresa, portanto, que a dieta tenha um papel crucial. Comer bem é essencial para o desenvolvimento da nossa microbiota intestinal. Não apenas, como vimos, desde que ela começa a ser formada, mas ao longo das nossas vidas, à medida que vamos envelhecendo. Ter uma maior consciência da função da microbiota intestinal, poderá ajudar-nos a lidar com o nosso bem-estar em todas as fases da nossa vida.

E não são apenas os alimentos que ingerimos que afetam o desenvolvimento e o desempenho de nossa microbiota intestinal. Manter uma mente saudável é importante.

O intestino é muitas vezes apelidado de “segundo cérebro”, não apenas pelos muitos paralelos estruturais e químicos que existem entre o intestino e o cérebro, mas também por causa da constante comunicação entre ambos. Garantir que dormimos o suficiente, praticar meditação e, quando possível, minimizar o stress nas nossas vidas, pode ter um grande impacto na microbiota intestinal. Leia o nosso artigo sobre Hara e Minimalismo para obter dicas sobre como manter a mindfulness e o bem-estar.

 

These articles may interest you

Síndrome do Intestino Irritável? Recomendações em tempo de confinamento

SAIBA MAIS

7 PEQUENAS DICAS PARA OS YOGIS MAIS NOVOS

SAIBA MAIS

UMA MOTIVADA EMPREENDEDORA USOU O ‘HARA’ PARA MUDAR UMA ESQUINA DE EAST LONDON…

SAIBA MAIS