7 PEQUENAS DICAS PARA OS YOGIS MAIS NOVOS

Quer iniciar os seus pequenotes nas maravilhas do Yoga? Estas pequenas dicas ensinam algumas posturas fáceis e ideias inteligentes para tornar divertida esta antiga técnica de força, flexibilidade e relaxamento.

Os adultos não são os únicos a sentir a pressão das exigências e solicitações da vida moderna. Os nossos filhos já não têm, exatamente, os dias de liberdade e a vida despreocupada como antigamente. Com as crescentes exigências da escola, os testes normalizados, as redes sociais, a pressão dos colegas e as atividades competitivas, as crianças também precisam de estratégias para enfrentar e lidar com o stresse!

O yoga pode ajudar as crianças a lidar com as pressões diárias de várias formas, desenvolvendo a sua autoconsciência e a capacidade de relaxar, o autocontrole e a compaixão. Esta prática antiga, que combina atividade física não competitiva, exercícios respiratórios e meditação, tem demonstrado que aumenta a coordenação e o equilíbrio, melhora a força e a flexibilidade e aumenta a concentração. De facto, um estudo de 2014 da Universidade de Massachusetts revelou que o yoga melhora o comportamento das crianças em idade escolar, assim como o seu desempenho académico!*

Mas, o que fazer para captar a atenção das mentes mais novas – o tempo suficiente para fazerem a saudação ao sol ou o cão a olhar para baixo? Os miúdos não se vão aborrecer?

Temos sete ‘pequenas dicas’ para quem procura orientação para a iniciação de crianças – ao Yoga – desde as posturas básicas, até estratégias úteis que tornarão a sua sessão mais semelhante a um jogo do que a um T.P.C.

1. Divirta-se, conte uma história

Embora possa levar a prática do yoga muito a sério, a primeira regra e a mais importante para envolver crianças em qualquer atividade nova é torná-la DIVERTIDA! Isso significa ”revestir-se” de criatividade. Tente apresentar o yoga com jogos, contos ou canções – porque não fazer um ‘safari’ imaginário, para ir conhecendo todos os animais da selva pelo caminho?

Ou uma aventura subaquática, nadando como um peixe, mergulhando como um golfinho ou deslizando como uma enguia? Ou escalar uma montanha, voar como uma águia e ser uma árvore alta? Comece com um destino, e associe uma história à sessão de yoga – isso pode ajudar a ligar uma postura à postura seguinte, enquanto mantém a energia a fluir e as crianças envolvidas e entretidas. Uma história ajuda a visualizar e envolver a imaginação das crianças à medida que aprendem, o que, por sua vez aumenta a capacidade de se lembrarem.

2. Seja Criativo(a)

Muitas poses tradicionais do yoga já têm o nome de animais ou objetos do mundo que nos rodeia – mas fique à vontade para lhes dar outros nomes! A ‘Posição do Guerreiro’ pode tornar-se ‘o Avião’ …enquanto a “Postura da Criança” pode ser a “Tartaruga Sonolenta”. Mostre aos seus filhos a postura, peça-lhes que a imitem e inventem um novo nome juntos.

Juntámos um conjunto de posturas simples, e fáceis de aprender, mesmo para novatos. Muitas destas posturas têm nomes de animais, para despertar a imaginação e ajudar a incorporá-las numa história, como se fossem personagens… Divirta-se!

3. gato e vaca

Esta postura oferece-lhe dois animais pelo preço de um! Ponha-se de gatas (mãos e joelhos). Baixe a barriga, eleve os ombros e olhe para cima para fazer a Postura da Vaca…pode também oscilar um pouco de um lado para o outro, como se estivesse a enxotar as moscas com a cauda. Depois, lentamente, arqueie as costas para cima – como um gato eriçado – e dobre o queixo em direção ao peito para fazer a Pose do Gato. Alterne suavemente entre uma postura e a outra, incentivando as crianças a inspirar a cada ‘vaca’ e a expirar a cada ‘gato’. Esta postura combinada ajuda a alongar a coluna e o pescoço, aliviando a tensão e abrindo os pulmões para respirações profundas e relaxantes.

4. tartaruga Sonolenta (postura da criança)

Ajoelhe-se e dobre o tronco para a frente, esticando os braços – com as palmas das mãos apoiadas no chão. Olhe para baixo, incentive as crianças a esticarem-se o máximo possível, enquanto empurram o cóccix para trás dos calcanhares. Esta postura não só alonga a coluna como permite, também, às crianças serem mais introspetivas – não se distraindo com outras pessoas ou com o que possa estar mais a acontecer na sala. Isto pode ajudá-las a acalmarem-se, a ficarem com uma disposição mais relaxada e centrada – particularmente útil antes de dormir.

5. Leão a Rugir (POSTURA do leão)

Ajoelhe-se sobre os calcanhares, erguendo o peito e descaindo sobre as coxas. Inspire e expire profundamente. Explique que é um Leão ‘a preparar-se para atacar’ – devem tentar manter-se o mais quieto e sossegados possível. De seguida, alongue a parte superior do corpo para frente e para cima, expirando (ou rugindo!) como um leão, com a língua para fora. Esta pose de animal é uma adaptação de uma postura tradicional, e é um ótimo começo para crianças com muita energia ou que têm dificuldade em conter a excitação.

Aviso: provavelmente irá causar grandes risotas!

6. VOO da Águia (postura da águia)

Ponha-se de pé, esticado. Dobre ligeiramente os joelhos. Equilibre-se com os braços estendidos para os lados, cruze a perna direita sobre a esquerda OU coloque a sola do pé direito contra a perna esquerda. Aponte os cotovelos para a frente, dobre os braços para cima e cruze o braço direito sobre o esquerdo. Se possível, junte as palmas das mãos. Respire mantendo o equilíbrio e conte até quatro, depois, mude lentamente de lado. Esta postura ajuda a melhorar a concentração e a autoconfiança. Conseguir manter o equilíbrio pode dar às crianças que se sentem ansiosas, nervosas ou inseguras uma sensação de conquista.

7. respiração profunda (SAVASANA)

O yoga é a oportunidade perfeita para apresentar às crianças algumas técnicas simples de respiração e meditação, dando-lhes as ferramentas necessárias para controlar emoções, acalmar os nervos ou aliviar o stresse. A pose fundamental do Yoga, conhecida como ‘Savasana’, é usada frequentemente no final de uma sessão para estimular um relaxamento profundo. Deite-se no chão afastando os pés de modo a ficarem alinhados com as ancas, os braços ligeiramente afastados do corpo e as palmas das mãos voltadas para cima. Feche os olhos e respire fundo. Neste momento pode até introduzir alguma imagem visual – por exemplo, diga-lhes que imaginem que têm uma bola quente de luz no meio do peito, que vai crescendo até ocupar todo o corpo. Vai ficar surpreendido com a facilidade com que as crianças conseguem visualizar esta imagem e o quanto se vão divertir!

O yoga e a meditação prestam-se a variadas aplicações…existem muitas adaptações para crianças que as podem ajudar a desacelerar, a reencontrarem-se e a aprenderem a ouvir os seus corpos. Mas além dos benefícios óbvios, pode também ser uma oportunidade para aprenderem sobre geografia, animais, ciência, o alfabeto ou novas palavras!

REFERÊNCIAS
https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/2156587214557695

 

These articles may interest you

Síndrome do Intestino Irritável? Recomendações em tempo de confinamento

SAIBA MAIS

UMA MOTIVADA EMPREENDEDORA USOU O ‘HARA’ PARA MUDAR UMA ESQUINA DE EAST LONDON…

SAIBA MAIS

7 LIVROS PARA TER NA MESA-DE-CABECEIRA

SAIBA MAIS